Pular para o conteúdo principal

Israel possui “apenas” 80 ogivas nucleares 5/6/2013 14:15 Por Redação, com Vermelho - de Israel







Israel afirma estar sob a mira constante dos países da região, inclusive do Irã, que acusa de produzir armas nucleares. Sob esse pretexto, ameaça o país persa com um ataque militar, o que não fez ainda por receio de faltar o apoio internacional necessário. Neste mesmo cenário, o Instituto Internacional de Investigação para a Paz de Estocolmo (Sipri, pela sigla em inglês), informou estimar que Israel possui 80 ogivas nucleares.
Dessas ogivas, segundo o Sipri, 50 são para mísseis balísticos de alcance médio e 30 para bombas transportadas por avião, o que reflete as ambições agressivas deste país instalado à força no coração do Oriente Médio.
O instituto sueco também afirma que Israel pode ter produzido armas nucleares não estratégicas, como projéteis de artilharia e munições de demolição atômica. As agências e órgãos internacionais dedicados ao assunto, como a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), ainda não se dispuseram a averiguar.
O governo israelense, que seria o único a possuir armas nucelares na região, nunca confirmou nem desmentiu a produção de ogivas nucleares. Não é a primeira vez, entretanto, que a notícia sobre a afirmativa é veiculada.
Em 1986, um ex-técnico nuclear israelense, Mordecai Vanunu, revelou ao diário britânico Sunday Times a informação secreta sobre a planta nuclear do seu país. Mais tarde, Vanunu foi condenado a 18 anos de prisão por traição, e suas acusações não foram investigadas pelos responsáveis internacionais.
Vanunu cumpriu os 18 anos da sentença, inclusive 11 em confinamento solitário, e quando liberto sofria de várias restrições ao movimento e ao discurso, o que acabou por levá-lo à prisão diversas vezes, ao dar entrevistas a jornalistas. Por exemplo, em uma entrevista concedida à imprensa internacional logo depois de ser libertado, em 2004, ele afirmou ter sido tratado de forma “bárbara e cruel”, o que atribui também ao fato de ser cristão, e não judeu.
Apesar da forte pressão internacional, o regime israelense negou-se a assinar o Tratado de Não Proliferação Nuclear (TNP), que foi assinado pelo Irã, e não aceita que observadores internacionais inspecionem as suas instalações, outra ação a que o Irã responde positivamente há mais de 10 anos, recebendo visitas frequentes da AIEA e outros observadores.
Israel alega que essas medidas seriam contrárias aos interesses de segurança nacional, uma admissão clara da sua política agressiva e belicosa para a região. A segurança e a estabilidade tanto externas quanto internas, para o caso de um país que administra um conflito violento e reprime de forma sistemática todo um povo, o palestino, além da política agressiva com praticamente todos os seus vizinhos, não são traduzidos para “ações” pelos órgãos responsáveis.
Armas nucleares e reação internacional

Em outros casos, a atuação agressiva de um país, seja retórica ou praticamente, serviu para intervenções militares ainda antes de inspeções de rotina como as efetuadas pela AIEA. Ainda, exemplos ilegítimos e baseados em pretextos instrumentalizados não faltam, mas basta citar o da invasão ao Iraque e os discursos inflamados contra o próprio Irã, que parecem refletir a iminência de uma ingerência agressiva, em alguns períodos.

Sobre as armas nucleares no mundo, o informe publicado nesta segunda afirma: “no início de 2013, oito Estados (os EUA, a Rússia, o Reino Unido, a França, a China, a Índia, o Paquistão e Israel) possuíam aproximadamente 4.400 armas nucleares operacionais. Quase 2.000 delas são mantidas em um estado de alto alerta operacional. Se todas as ogivas nucleares forem contadas, esses Estados, conjuntamente, possuem o total de aproximadamente 17.265 armas nucleares, comparadas com 19.000 no começo de 2012”.
O instituto atribui a ligeira redução no número de armas nucleares ao Tratado sobre Medidas para o Avanço na Redução e Limitação de Armas Estratégicas Ofensivas (novo Start, na sigla em inglês), entre a Rússia e os EUA.
O Sipri, um instituto renomado internacionalmente e fonte segura para cientistas políticos e outros analistas da política internacional, aborda questões relativas à segurança e aos conflitos, aos gastos militares, à indústria armamentista e à não-proliferação nuclear, através de uma base de dados complexa e abrangente mas de fácil acesso. A página pode ser acessada, em espanhol e inglês.


 correiodobrasil

Postagens mais visitadas deste blog

SIMBAD E OS SETE MARES 1989 DUBLADO COMPLETO

Sinopse: Sinbad e seus companheiros de viagem voltavam felizes para casa quando se deparam com a cidade transformada em miséria e tristeza. Era tudo obra de um feiticeiro. Então Sinbad terá que derrotar sinistros vilões com sua curiosa tripulação em busca de gemas perdidas de Basra.




Elenco:
Lou Ferrigno ... Sinbad
John Steiner ... Jaffar
Roland Wybenga ... Alì
Ennio Girolami ... Viking
Hal Yamanouchi ... Samurai
Yehuda Efroni ... Ahmed
Alessandra Martines ... Alina
Teagan Clive ... Soukra
Leo Gullotta ... Nadir
Categoria Pessoas e blogs Licença Licença padrão do YouTube



Explicando os Cavaleiros templários e a maçonaria

DOCUMENTÁRIO - Babilônia Passado, Presente e futuro (1996)

Emmet Douglas
A história e as profecias bíblicas apresentam a Babilônia como uma potência social, econômica e religiosa. O império é apresentado na Bíblia como sendo uma mulher cavalgando uma besta com sete cabeças e dez chifres, descrita como "A Grande Mãe das Prostituições e das Abominações da Terra" (Apocalipse 17:5).

A Babilônia tem fascinado a muitos através dos séculos, e sua história também é importante para os cristãos hoje. Descubra o fio comum que liga o presente ao passado da Babilônia. Explore um dos mais fascinantes mistérios da história e da Bíblia.
CategoriaPessoas e blogs LicençaLicença padrão do YouTube

Os Valores Morais e sua Importância na Sociedade

Por: tabata larissa  Desde o nascimento nos é ensinado o que é certo e errado e a partir disso reproduzimos os valores impostos pela sociedade. Antes de mais nada, valor moral pode ser definido como "respeito à vida", não apenas a vida individual mas sim a vida coletiva, já que vivemos coletivamente, dependendo uns dos outros. A última pesquisa de IVH (Índice de Valor Humano) mostrou que na opinião dos brasileiros, de forma geral, o que é necessário mudar no Brasil para a qualidade de vida melhorar de verdade é em primeiro lugar, a educação, seguida de política pública, violência, valores morais e emprego. Já no Estado de São Paulo houve uma variação em relação à opinião nacional, ficando valores morais em primeiro lugar. De qualquer modo, a discussão sobre os valores morais se mantém em posição de destaque, visto que a sua compreensão é deveras importante para o bom funcionamento da sociedadde como um todo. Mas como e quando ficou definido o que é correto e o que é considerado…

Bolo de Nozes

INGREDIENTES3 ovos (claras e gemas separadas)2 xícaras de chá de açúcar1/2 xícara de chá de margarina2 xícaras de chá de farinha de trigo1 colher de sopa de fermento em pó1 xícara de chá de nozes picadas200g de iogurte naturalCOMO FAZER BOLO DE NOZES
MODO DE PREPAROBata as claras em neve e reserve.Bata as gemas, o açúcar e a margarina.Acrescente a farinha de trigo, o fermento e as nozes.Acrescente o iogurte e mexa.Misture as claras batidas em neve.Despeje a massa em uma forma de buraco central untada e enfarinhada.Leve ao forno médio preaquecido por cerca 35 minutos.Retire do forno, espere esfriar e desenforme.Dica: Se desejar, cubra com glacê e decore com metades de nozes. Fonte: Tudo Gostoso