Pular para o conteúdo principal

Querem fazer *O QUÊ?* com a Grande Barreira de Corais?






Caros membros da Avaaz,




A Grande Barreira de Corais corre o risco de ser dragada para dar lugar a um projeto de mineração. No entanto, se um dos principais investidores desistir do negócio, o projeto pode ir por água abaixo e esse patrimônio mundial ficará a salvo. Podemos convencê-los a desistirem do projeto ou fazer com que o primeiro-ministro, Kevin Rudd, impeça-o. Para isso temos de agir agora. Assine a urgente petição para ajudar a salvar a Grande Barreira de Corais:
É tão absurdo que parece mentira. A historicamente irresponsável indústria de mineração da Austrália teve uma nova ideia: em meio à catástrofe das mudanças climáticas que assolam o nosso planeta, eles decidiram construir o maior complexo de mineração de carvão do mundo e, além disso, construir uma rota para o transporte que atravessa o maior tesouro ecológico que nós temos: a Grande Barreira de Corais!

Essa é uma ideia terrível, com consequências devastadoras – e o grupo de investidores que a apoia o projeto, chamado Aurizon, sabe disso. Mas eles estão começando a repensar o negócio e nossa comunidade pode dar o empurrão necessário para acabar com esse projeto de uma vez por todas. Um dos principais potenciais financiadores até mesmo já financiou campanhas de ativistas contra as mudanças climáticas!

Se 1 milhão de nós expressarmos nosso descontentamento com esse projeto maluco nos próximos dias, podemos fazer com que a Aurizon retire seus investimentos e talvez inclusive persuadir o primeiro-ministro australiano a tomar medidas contra o projeto. É para isso que serve a comunidade da Avaaz – vamos unir as nossas vozes pelo bom senso:

https://secure.avaaz.org/po/australian_coal_disaster_global/?bIzodcb&v=27554

A Grande Barreira de Corais – o maior organismo vivo da terra e lar de um quarto de todas as espécies que habitam nossos oceanos – está morrendo aos poucos nos últimos anos. A Barreira já perdeu metade dos corais nas últimas três décadas e esse ritmo está se acelerando. As mudanças climáticas são uma das causas, mas isto também é culpa da crescente indústria de mineração australiana. A revista alemã Der Spiegel afirmou que "se a tendência continuar, algo inimaginável pode ocorrer: a morte da Grande Barreira de Corais."

E, mesmo assim, a indústria de mineração planeja construir novos portos enormes em um complexo chamado "Abbot Point", na região nordeste da Austrália (próximo de onde ficam os corais), para facilitar o escoamento da produção de carvão para o restante do mundo. Isso significaria que o dobro de navios trafegaria sobre a Barreira a cada ano, dilacerando quase 3 milhões de metros cúbicos de material do frágil solo oceânico. Além disso, se todo o carvão das tais minas for queimado, a poluição climática da Austrália aumentaria 3 vezes, chegando rapidamente a um ponto de desequilíbrio sem volta.

Os investidores terão uma reunião para decidir o que fazer e o ministro do Meio Ambiente australiano vai escolher se aprova ou não o projeto nas próximas duas semanas. Nossas vozes podem alertar a todos sobre a importância de impedir este desastre, especialmente o primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd, caso ele queira manter a sua reputação mundial às vésperas de começar a campanha por sua reeleição.

Este é o momento em que eles irão tomar uma decisão. Vamos assinar a urgente petição e compartilhar com todos para impedir que a Grande Barreira de Corais vire uma grande barreira de destroços:

https://secure.avaaz.org/po/australian_coal_disaster_global/?bIzodcb&v=27554

A comunidade da Avaaz tem lutado para salvar a incomparável beleza da Barreira há muito tempo. No ano passado, membros da nossa comunidade pressionaram um banco público dos Estados Unidos, quando a instituição estava prestes a investir na destruição do recife de coral. E centenas de milhares de membros da Avaaz enviaram mensagens ao ministro do Meio Ambiente australiano e ajudaram a conseguir a maior reserva marinha do mundo. Vamos nos unir mais uma vez e fazer com os que só pensam em lucro tirem suas garras da Grande Barreira de Corais.

Com esperança e determinação,

David, Alex, Emily, Lisa, Oli, Marie, Ricken, Alice e toda a equipe da Avaaz

PS - Muitas campanhas da Avaaz são inciadas por membros da nossa comunidade! Comece a sua sobre qualquer assunto seja ele local, nacional ou global: http://www.avaaz.org/po/petition/start_a_petition/?bgMYedb&v=23918

Postagens mais visitadas deste blog

SIMBAD E OS SETE MARES 1989 DUBLADO COMPLETO

Sinopse: Sinbad e seus companheiros de viagem voltavam felizes para casa quando se deparam com a cidade transformada em miséria e tristeza. Era tudo obra de um feiticeiro. Então Sinbad terá que derrotar sinistros vilões com sua curiosa tripulação em busca de gemas perdidas de Basra.




Elenco:
Lou Ferrigno ... Sinbad
John Steiner ... Jaffar
Roland Wybenga ... Alì
Ennio Girolami ... Viking
Hal Yamanouchi ... Samurai
Yehuda Efroni ... Ahmed
Alessandra Martines ... Alina
Teagan Clive ... Soukra
Leo Gullotta ... Nadir
Categoria Pessoas e blogs Licença Licença padrão do YouTube



Explicando os Cavaleiros templários e a maçonaria

Doença de Chagas - POR DR. DRAUZIO

Doença causada pelo protozoário parasita Trypanosoma cruzi que é transmitido pelas fezes de um inseto (triatoma) conhecido como barbeiro. O nome do parasita foi dado por seu descobridor, o cientista Carlos Chagas, em homenagem ao também cientista Oswaldo Cruz. Segundo os dados levantados pela Sucen, esse inseto de hábitos noturnos vive nas frestas das casas de pau-a-pique, ninhos de pássaros, tocas de animais, casca de troncos de árvores e embaixo de pedras.
Transmissão
A doença de Chagas não é transmitida ao ser humano diretamente pela picada do inseto, que se infecta com o parasita quando suga o sangue de um animal contaminado (gambás ou pequenos roedores). A transmissão ocorre quando a pessoa coça o local da picada e as fezes eliminadas pelo barbeiro penetram pelo orifício que ali deixou.
A transmissão pode também ocorrer por transfusão de sangue contaminado e durante a gravidez, da mãe para filho. No Brasil, foram registrados casos da infecção transmitida por via oral na…

Voce é muito importante para mim

Pastel de tapioca com recheio de camarão da chef Kátia Barbosa ASSUNTOS: Receitas com camarão Este conteúdo faz parte de uma seleção feita pelo GNT.

anote a receita do aconchego carioca Foto: Divulgação / Berg Silva Chama-se almofadinha a criação da chef Kátia Barbosa, do Aconchego Carioca, um pastel de tapioca com recheio de camarão.O petisco para servir numa recepção em casa ou para os amigos, pode ter outros recheios, mas sempre secos. O rendimento é de 70 pastéis pequenos. Tome nota:

Ingredientes:
500g de tapioca
500g de queijo coalho de boa qualidade ralado
1l de leite quente
10g de sal refinado
Pimenta-do-reino (a gosto)
Cebola (a gosto) para refogar os camarões
Tomate (a gosto) para refogar os camarões
Alho (a gosto) para refogar os camarões
1kg de camarão

Modo de preparo:
Para fazer a massa do pastel de tapioca, misture num recipiente a tapioca, o queijo coalho, o sal e a pimenta. Adicione o leite quente e misture sem parar até dar ponto de liga na massa. Deixe a massa descansar por duas 2 horas. Para abrir a massa, use luva de borracha ou rolo de plástico, pois ela gruda na mão e não de madeira.

Empanada de carne da chef Rachel Khoo

Pa…